domingo, 10 de março de 2013

A vida de Edward Bach




O Dr. Edward Bach nasceu no dia 24 de setembro de 1886, em Moseley, próximo à Birmingham, na Inglaterra.

Com cerca de 20 anos entrou na Faculdade de Medicina de Birmingham. Desta universidade, ele foi para Londres, para terminar seu treinamento no University College Hospital, onde se formou em 1912.

Foi chefe do Pronto-Socorro do University College Hospital e logo abriu um consultório próximo à Harley Street.

O Dr. Edward Bach vinha observando que a personalidade e as atitudes das pessoas interferiam sobre seus estados de saúde. Sendo assim, interessava-se pelos pacientes como pessoas, concluindo que a personalidade deve ser levada em conta num tratamento. Esta concepção era bastante inovadora naquela época.

Dedicou-se também à Imunologia e à Bacteriologia, tornando-se, em 1915, Bacteriologista assistente no University College Hospital.

Em 1917, adoeceu e teve que ser operado. Após a cirurgia deram-lhe mais três meses de vida. Abandonou o hospital e decidiu dedicar o restante da sua vida para concluir os seus estudos, vivendo praticamente dentro do seu laboratório. Passaram-se vários meses e acabou se curando.

Entre 1919 e 1922 trabalhou no London Homeopatic Hospital, onde conheceu a obra de Samuel Hahnemann, o fundador da homeopatia. Foi quando desenvolveu algumas vacinas que denominou Os Nosódios de Bach.

Durante algumas observações durante um jantar no ano de 1928, concluiu que as pessoas se encaixavam em grupos de tipos diferentes. Sendo assim, cada grupo reagiria às doenças de uma forma específica. Naquele mesmo ano foi ao País de Gales e descobriu Mimulus e Impatiens. Mais tarde descobriu Clematis. Em 1930, deixou tudo para trás e resolveu dedicar-se às pesquisas no campo em busca de mais florais.

Em 1934, mudou-se para Mount Vernon, em Sotwell. Na casa em que vivia funciona atualmente o Dr. Edward Bach Centre.

Em 1936, faleceu enquanto dormia, tendo dito algumas vezes antes de morrer que sua pesquisa estava finalmente concluída. Ainda hoje os florais são utilizados da mesma forma de quando foram criados e devemos isso aos seus companheiros e amigos, a quem ele confiou a responsabilidade de continuar seu trabalho.




Nenhum comentário: