quarta-feira, 17 de julho de 2019

Para as tardes de inverno, café com biscoitos!

 
No próximo sábado, dia 20 de julho, comemora-se o Dia Nacional do Biscoito!
Sou apaixonada por biscoitos e nestas tardes de inverno acho que não há nada mais divino do que se aconchegar com um livro maravilhoso acompanhado de um café quente com biscoitinhos.
Na Etimologia, que é a parte da gramática que estuda a origem das palavras, a palavra biscoito vem do latim "bis", duas e "coctus", cozido duas vezes, se referindo ao processo de fabricação. O vocábulo passou para o português através do francês, "biscuit".
Segue uma receitinha de biscoitinhos para acompanhar o café da tarde retirada do livro Panelinha: receitas que funcionam escrito pela Rita Lobo e publicado pela Editora Senac. Ainda não fiz estes biscoitinhos mas vou aproveitar um tempinho livre no sábado para fazer esta receita que é tão simples. Como gosto muito do sabor da baunilha, vou acrescentar na massa uma gota do extrato de baunilha.
Segue a receita:
 
 
Biscoito 1,2,3
 
Ingredientes
 
- 1/2 xícara (chá) de açúcar
- 200 g de manteiga
- 2 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
- manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar ou utilize papel manteiga
 
Modo de Preparo
 
1- Preaqueça o forno a 180 graus (temperatura média). Unte três assadeiras grandes com manteiga e polvilhe farinha de trigo. Se preferir, apenas forre com papel manteiga.
 
2- Misture todos os ingredientes até obter uma massa lisa.
 
3- Enrole a massa como se fosse uma cobrinha de 3 cm de espessura. Com uma faca, corte em pedaços de 0,5 cm de espessura.
 
4- Transfira os biscoitos para as assadeiras preparadas, deixando espaço entre eles para que possam crescer.
 
5- Amasse levemente cada biscoito com os dentes de um garfo.
 
6- Leve ao forno para assar por 10 minutos ou até que estejam dourados.
 
Foto: Caderno de receitas Gui Polain (www. moldandoafeto.com) / Livro Panelinha: receitas que funcionam / Autora: Rita Lobo / Editora Senac
 


terça-feira, 9 de julho de 2019

De onde vem a sua motivação?



Pense um pouquinho: todos nós passamos por situações cotidianas que enchem a alma de ânimo. E outras que drenam energia. É assim para a maioria das pessoas - em geral, na maior parte do tempo. O que a gente precisa é equilibrar essa geração e perda da vitalidade para ficar o máximo possível no positivo. Afinal, se a balança pende demais para o lado da insatisfação, alguma coisa está bem errada.
Dar vazão ao ímpeto criativo é, na visão da escritora americana Elizabeth Gilbert, o mais eficaz para manter a energia vital e a motivação. No livro Grande Magia - Vida Criativa sem Medo (Objetiva), ela explica que o que mantém essa energia em constante desabrochar é se permitir farejar os movimentos da curiosidade. Aquele comichão que nos leva a pisar em terrenos inexplorados, experimentar novos sabores, enfim, viver o inédito, justamente o que devolve graça aos dias. "Por um momento, retire da cena a palavra "paixão". Faça algo mais simples e fácil, apena siga a sua curiosidade", ela sugere. Esse impulso, garante Elizabeth, fornece pistas valiosas, que devem ser guardadas sem grandes expectativas ou cobranças por resultados. "Se você conseguir mudar o foco, seguindo a trilha da intuição, a curiosidade acabará levando-o até sua paixão", ela assegura. De início, você pode encontrar apenas uma sementinha, mas ela vai crescer e florescer se você a cultivar - e se, principalmente, não deixar que as atividades do dia roubem sua atenção e o façam esquecer do que realmente importa.
Segue um trechinho do livro:
"Então vá ser quem quiser. Faça o que quiser. Dedique-se aquilo que o fascina e lhe dá vida. Não precisa ser perfeito e você não precisa ser Platão. Tudo não passa de um instinto, um experimento, um mistério; então comece. Comece onde quer que  esteja. De preferência AGORA MESMO"

quarta-feira, 3 de julho de 2019

O Poder da Escuta


Não existe algo mais prazeroso do que perceber que alguém está nos escutando. Se é tão gostoso ser ouvido, também é muito bom ouvir.
Para uma boa escuta é preciso ter tranquilidade. É necessário estar calmo e com muita atenção ao momento presente.
Rubem Alves no livro "O Amor que Acende a Lua" publicado pela Editora Papirus escreveu:
"Sempre vejo  anunciado cursos de oratória. Nunca vi anunciado um curso de 'escutatória'. Todo mundo quer aprender a falar. Ninguém quer aprender a ouvir."
Saber escutar o outro de verdade, é com certeza, um aprendizado e uma das maneiras de dar mais prazer a alguém. Proporcione essa grande satisfação! Grandes recompensas esperam quem se dispõe a ouvir com atenção!

terça-feira, 25 de junho de 2019

O Poder do Marrom



A cor marrom remete à madeira que lembra lenha que gera fogo e que, nessa época do ano, nos chama para perto da lareira. Aquecemos o corpo e aquietamos a alma. De preferência, munidos de uma xícara de café ou de chocolate quente. Puro aconchego!
O marrom emana a força que brota da terra como bom conselheiro, nos convida a fincar os pés no aqui e agora. Os tons terrosos aquecem o ambiente e de quebra, induzem o contato com nosso mundo interno. Assim, criam a atmosfera perfeita para o exercício  da introspecção.
Se você anda disperso, utilize  tons terrosos, seja nas roupas ou na decoração, pois eles ajudam a concretizar projetos que exigem foco.
Segundo a cultura oriental, o marrom simboliza o elemento terra, associado à fase de crescimento e transformação. Para a cromoterapia, os benefícios dos tons de terra estão relacionados ao processo de estruturação interna e ao potencial  de concretização das coisas da vida pois nos dão o sentido de solidez, estabilidade e concretude.

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Viva São João!



Friozinho, Dia dos Namorados, Festa Junina, Santo  Antônio, São João, São Pedro, aniversário da minha mãe, tempo de comidinhas gostosas: milho verde, pipoca, bolo de fubá, paçoca, pé de moleque... Junho é realmente um mês muito especial! Adoro!
Festa de Santo Antônio dia 13 de junho; de São João, dia 24; de São Pedro, dia 29 de junho. Há motivos para comemorar durante o mês inteiro. Mas, apesar dessa ligação ao calendário das festas católicas e aos dias dos santos, o costume de celebrar o mês de junho remonta a um tempo anterior à era cristã. Mais precisamente, aos rituais de invocação da fertilidade no Hemisfério Norte, durante o solstício de verão, o dia mais longo do ano.
De  acordo com o livro festas juninas, Festas de São João: Origens, Tradições e História, da antropóloga Lúcia Helena Vitalli Rangel (Publishing Solutions / Yoki, 2008), era no solstício de verão que diversos povos, como celtas, egípcios, peras e sírios, faziam rituais para promover a fartura nas colheitas.
Na Europa, ao longo dos séculos, os festejos do solstício foram incorporados à cultura de cada região. Em Portugal, país majoritariamente católico, os santos de junho foram incluídos nas celebrações. Das terras lusitanas, as tradições aportaram por aqui e ganharam outras cores locais.
A influência dos índios na festa brasileira fica evidente nas comidas juninas: milho, mandioca, abóbora e batata doce. É, enfim, uma celebração miscigenada, com ingredientes vindos de diversas culturas. Segue algumas curiosidades sobre os símbolos dessa festa:
- Quadrilha: Tudo que é moda em Paris é moda no mundo. E foi assim que a dança quadrille desembarcou por aqui, nos salões brasileiros do século 19. Não é à toa que o puxador da quadrilha usa palavras como "balancê" e "anarriê" (do francês em arrière, ou seja, para trás).
- Comidas Típicas: Época de agradecer a fartura, época da colheita do milho. É por isso que ele está tão presente nas festas, em forma de curau, bolo de milho, pamonha, caldo de milho, pipoca e milho cozido.
- Fogueira: A luz da fogueira era o aviso de que João Batista havia nascido. De acordo com a lenda católica, o fogo foi o sinal combinado por Isabel para avisar sua prima Maria do nascimento do filho. Antigamente, a fogueira também era usada para afastar os maus espíritos das plantações.

Fonte: Revista Casa e Comida número 11
Fotografia: Cartão postal Quadrilhas Juninas / Arte: Cecilia Langer 

quinta-feira, 30 de maio de 2019

O Poder do Azul



A tempestade silencia. No alto, nuvens carregadas. Não se alarme. Apenas espere. Em instantes, verá um dos mais belos espetáculos da natureza: a chegada da calmaria. Parece improvável, heroico até. No entanto é justamente o que acontece. Aquele pontinho de luz na escuridão se mostra forte o suficiente para se alastrar, tingindo o firmamento de azul celestial. Hora de relaxar. Como mágica, a tormenta se foi.
Fitar o tom  azul-claro forrando  o céu  é sempre reconfortante. Dias de céu claro aquietam o coração, refrescam as ideias e ainda fortalecem nossa fé nos ciclos de renovação da vida. Azul também é a cor da simpatia, da harmonia, da fidelidade, do infinito. O azul-claro emana tranquilidade.

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Listinha com dicas de séries



Sou uma apaixonada por séries e agora com o frio chegando acho ainda mais gostoso assisti-las. Não há nada mais divino do que se aconchegar em um sofá maravilhoso em uma tarde chuvosa e fria. Acalentada por um cobertor bem quentinho fortificada por um café com biscoitos ou até mesmo acompanhada por um um bom balde de pipoca, adoro como cada episódio novo traz momentos de puro prazer.
Segue a lista das minhas séries favoritas:

- Anne with An E

- 13 reasons why

- The Sinner

- Lucifer

- Ordem na casa com Marie Kondo

- Cooked

- As Telefonistas

- O Mundo Sombrio de Sabrina

- Jane the Virgin

- Good Witch

- The Good Wife

- Suits

- A Pior das Bruxas

- Touch

Todas podem ser assistidas no Netflix. Assisti mais algumas, mas essas valem estar na lista.
E vocês? Quais séries gostam de assistir?

Foto: Caderno da Papel  Craft / Cartão postal ilustrado pela Anna Cunha



quarta-feira, 15 de maio de 2019

Inspiração nas cartas do Tarô



Seja pela beleza de suas ilustrações ou pelos seus significados, o tarô fascina e atrai as pessoas nas  diferentes fases da vida.
O baralho de tarô mais famoso é sem dúvida o Tarô de Marselha que tem esse nome porque foi criado na cidade francesa que também tem este nome.
Receber pistas do que está por vir traz um certo alívio. Quando  o futuro não é tão obscuro, a ansiedade  reduz e é possível escolher o melhor caminho com mais sabedoria. Uma consulta ao tarô não resolve os problemas como mágica mas auxilia a clarear o caminho bem com as escolhas a serem feitas além de incentivar a rever algumas posturas. O Tarô é também uma excelente ferramenta de autoconhecimento. Segue o significado de três cartas "sorteadas" ao acaso dos dedos:

- A Estrela: é a carta da esperança, da fé e renovação, representada pelo fluxo das águas e pela nudez da mulher.

- A Força: esta carta não tem relação com a força física mas com a astúcia e inteligência. A fera simboliza os acontecimentos externos. É o domínio do espírito sobre as sensações e as emoções.

- O Louco: esta carta se refere à imagem de um viajante. A sua simbologia é inconstância, risco, ousadia e aventura.

Para quem quiser se aprofundar neste tema sugiro o livro Tarô - O Jogo da Vida de André Mantovanni (Editora Academia do Livro).

Foto: Tarô de Waite ilustrado por  Pamela Colman Smith

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Interpretando sonhos



Para Carl Gustav Jung, o pai da  psicologia analítica, os sonhos são manifestações produzidas pelo self, o centro da nossa psique. Eles tem uma linguagem simbólica e as representações que trazem estão relacionados  aos conteúdos que evitamos, não compreendemos ou ignoramos.
O objetivo dos sonhos é oferecer caminhos para a resolução de conflitos, proporcionando respostas criativas, inspirações e orientações.
Para lembrar dos sonhos é interessante programar o despertador cinco minutos mais cedo. Acorde, fique sem se mexer, relaxe os músculos e mantenha os olhos fechados. Isso facilita a recuperação das imagens. Muitas pessoas acordam com as lembranças do que sonhou, mas os símbolos desaparecem da mente e a mensagem se perde. Isso acontece devido à agitação de despertar, levantar e sair. Procure anotar o que lembrar, por isso é importante manter um caderninho com caneta ao lado da cama. Se durante o dia, surgir  mais alguma lembrança do sonho, anote também. O hábito de anotá-los é uma maneira de começar o resgate desses sinais.
Os conteúdos dos sonhos pode às vezes não ser tão agradável. Pesadelos, por exemplo, pode ser interpretado como algo ruim mas depois de analisado tende a indicar algum  conteúdo que está precisando vir à tona. Já temas que sempre aparece nos sonhos sendo recorrentes são tentativas da psique nos sensibilizar para alguma situação importante.
Para quem quiser se aprofundar sobre o tema sugiro o livro "Como interpretar sonhos" da autoria de Nerys Dee.



quinta-feira, 25 de abril de 2019

Para restaurar o equilíbrio utilize os princípios toltecas



Aproveitei a tranquilidade deste último final de semana para reler Os Quatro Compromissos - O Livro da Filosofia Tolteca (Editora Best Seller). O autor, o xamã americano e médico Don Miguel Ruiz, descendente de toltecas, divulga desde a década de 70 os quatro ensinamentos fundamentais da sabedoria desse povo lembrado por ser pacífico e respeitoso com os seus semelhantes. Os sacerdotes toltecas, como conta Don Miguel Ruiz, possuíam grande sabedoria, dominavam a astronomia, a geometria e a medicina. Entre suas histórias e lendas, deixaram quatro ensinamentos essenciais:

- O primeiro compromisso: seja impecável com a sua palavra. Diga somente o que você realmente quer dizer. Evite usar a palavra para falar contra você ou fazer fofocas. Use o poder  da sua palavra no sentido da  verdade e do amor.

- O segundo compromisso: não leve as coisas para o lado pessoal. "Nada que as outras pessoas  fazem é por causa de você", diz Don Miguel. O que os outros dizem ou fazem é uma projeção da realidade deles, de seus próprios sonhos. Quando você ficar imune às opiniões alheias, não será vítima de sofrimento desnecessário.

- O terceiro compromisso: não faça  prejulgamentos. Tenha a coragem de fazer perguntas e de expressar o que você realmente quer. Comunique-se com os outros o mais claramente possível, para evitar mal-entendidos, tristezas e dramas.

- O quarto compromisso: sempre dê o seu melhor; nem mais nem menos. Assim evitará autocríticas negativas e arrependimentos.

terça-feira, 2 de abril de 2019

Por uma vida com mais doçura



"Engana-se quem pensa que o bolo é um alimento. Nada disso. Alimento é carboidrato, é proteína, é vitamina, é o que a gente come para continuar em pé, para ir trabalhar e pagar as contas. Bolo não. É uma demonstração de carinho de uma pessoa a outra. É um mimo de avó. Um acontecimento inesperado que irrompe no meio da tarde, alardeando seu cheiro do forno para a casa, da casa para a rua e da rua para o mundo. É o que a gente come só para matar a vontade, para ficar feliz, é um elogio ao supérfluo, à graça, à alegria de estarmos vivos".

Este trechinho tão inspirador faz parte da crônica Time is Honey de  Antônio Prata. Para quem quer ver a crônica completa segue o link: https://www.estadao.com.br/blogs/antonio-prata/time-is-honey/

Amo bolos! Acho que não há nada mais gostoso que aroma de um bolo quentinho recém saído do forno. Para celebrar, para tomar com café, para comer de sobremesa, para presentear... Bolo é perfeito em qualquer ocasião.

Segue uma receitinha de bolo de chocolate com cobertura que eu gosto  muito e que é fácil de fazer:

Bolo de Chocolate

3 ovos
1 1/2 xícara (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal
1/2 xícara (chá) de óleo
manteiga para untar

Cobertura

4 colheres (sopa) de leite
1/2 xícara (chá) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de açúcar

Bata os ovos com o açúcar até ficar cremoso. Acrescente os demais ingredientes, uma um, mexendo sempre após cada adição. Por último, adicione o óleo e  1 xícara (chá) de água fervente. Misture bem.
Despeje a massa numa assadeira untada e leve ao forno quente por assar por uns 40 minutos.
Prepare a cobertura: junte todos os ingredientes e leve ao fogo brando, sem parar de mexer, até obter um creme.
Retire o bolo do forno, desenforme-o e cubra, ainda quente.
Para decorar, polvilhe com chocolate granulado. (opcional)

quinta-feira, 21 de março de 2019

Seja bem vindo outono!

 
 
 
Chegamos no outono, estação que a natureza se desprende daquilo que não serve mais. As folhas e os frutos maduros que não foram colhidos caem deixando à mostra galhos e troncos.
 
Penso que nós também precisamos viver os nossos outonos se desapegando e se desprendendo daquilo que não serve mais desde mágoas, tensões e sentimentos que não valem mais a pena carregar como também roupas, objetos, sapatos que não servem ou que não se usam mais.
 
Aliás se queremos que coisas novas aconteçam é importante eliminar tudo o que já não faz mais sentido. Marie Kondo, autora dos famosos livros "A Mágica da Arrumação" e "Isso me traz alegria" e que agora também está apresentando a série na Netflix "Ordem na Casa com Marie Kondo", sugere realizar a pergunta "Isso me traz alegria?" para cada item que for arrumar. Em caso afirmativo, o ítem fica e deverá ser organizado no seu devido lugar. Mas, se algo já não traz mais felicidade, esse algo deve ser eliminado ou até mesmo enviado ou doado para alguém que esteja precisando.
 
Penso que esta época do ano seja a ideal para este tipo de arrumação e organização. Vale também apagar fotos antigas no celular e no computador que já não representam mais nada.
 
Um lindo outono para vocês!
 
Imagem: Inspirada pela chegada do outono, aproveitei um tempinho livre, ontem à noite, para fazer esta colagem.

terça-feira, 12 de março de 2019

Chuva de Meteoros

 
 
 
Sou uma  apaixonada por astronomia e descobri um site onde é possível encontrar o calendário completo das chuvas de meteoros em 2019 bem como algumas informações sobre como observá-los. Segue o link: http://press.exoss.org/
Também é possível assistir um vídeo explicativo sobre como ver as chuvas de meteoros: https://www.youtube.com/watch?v=Fc31G_w49cc&feature=youtu.be
Por definição, na Wikipédia, Meteoro chamado popularmente de estrela cadente designa o fenômeno luminoso observado quando a passagem de um meteoroide pela atmosfera terrestre. Os meteoroides derivam de corpos celestes como cometas e asteroides e podem ter origem em ejeções a de cometas que se encontram em aproximação ao sol, na colisão entre dois asteroides, ou mesmo ser um fragmento de sobra da criação do Sistema Solar. Ao entrar em contato com a atmosfera de um planeta, um meteoroide dá origem a um meteoro.
Para colocar na agenda, estas são algumas das próximas datas onde será possível observar chuvas de meteoros:
 
15 de março: Normídeos
23 de abril: Líridas
6 de maio: Eta Aquáridas
 
Vamos olhar para o céu e ver a chuva de meteoros?
 
Foto: O Livro do Bem
 
 


quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Carnaval

 
 
Se você está planejando neste Carnaval um pouco de descanso, elaborei um guia de sugestões para colocar em prática  nestes dias de folga.
 
Banho e Massagem
 
Aproveite os dias de folga para tomar um banho relaxante e investir na automassagem. Eu gosto muito de massagear  minhas mãos pois acho que acumulam muita tensão. Aplique um pouco de creme em uma das mãos. Com os dedos da outra mão realize movimentos circulares iniciando pelo músculo que fica abaixo do polegar ou seja massageie o polegar da base até o topo. Você vai observar que tanto as mãos como os ombros, o pescoço e o couro cabeludo relaxam com esta massagem.
 
Aromaterapia para Relaxar
 
Pingue uma a duas gotas de óleo essencial de lavanda nas mãos, esfregue espalhando nas duas palmas, depois respire profundamente quatro vezes.
 
Filmes
 
Amo filmes! Selecionei alguns que eu assisti e gostei bastante:
 
- Serendipity (Escrito nas Estrelas) para quem gosta de romances;
- Trem Noturno para Lisboa (para quem gosta de ficção);
- Innsae: aborda um tema que eu gosto muito: o poder da intuição;
- O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (meu filme de cabeceira, sempre vale a pena rever!)
- O Homem que viu o Infinito (para quem gosta de biografias),
 
Músicas
 
Você também pode aproveitar estes dias para ouvir músicas. Selecionei algumas que eu gosto muito:
 
- D'ont horry, be happy (Bobby Mc Ferrin);
- Alma (Zelia Duncan);
- Happy (Pharrel Williams);
- Bubbly (Colbie Caillat);
- Put your records on (Corinne Bailey Rae)
 
Faça sua lista também e aproveite!
 
Um Feliz Carnaval para todos nós!
 
 

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Exercícios de Escrita Terapêutica



Dando sequência ao artigo da semana passada, selecionei alguns exercícios de Escrita Terapêutica. O objetivo deles é liberar emoções, ter mais inspiração e organizar pensamentos e ideias. Você pode utilizar o caderno onde está escrevendo o seu Diário Terapêutico para fazer estes exercícios. São eles:

- Escreva uma carta para o seu  Eu do Futuro. O que espera que esteja vivendo daqui um ano? O que terá aprendido e superado? Que sonhos terá alcançado?

- Quais são as frases e citações que te inspiram? Escreva alguma delas.

- Escreva em um papel as coisas que causam ou causaram medo em sua vida. Pegue uma tesoura e corte o papel em pedacinhos bem pequenos.

-Escreva o sentimento que quer sentir durante todo o seu dia. Dobre o papel e coloque em sua carteira ou bolsa. Concentre-se em coisas boas e positivas.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Praticando a escrita terapêutica



Sempre acreditei que devemos cuidar da mente assim como cuidamos do corpo. Da mesma forma que uma boa alimentação, tomar água, ter uma boa noite de sono são importantes para o nosso bem estar físico também devemos ter práticas que colaboram para o nosso bem estar mental e a escrita terapêutica é com certeza uma delas.
Podemos definir a escrita terapêutica como uma técnica que consiste em escrever sem pensar muito no resultado final. A forma de expressão e a gramática não são importantes. É fundamental que seja um tipo de escrita introspectiva, pessoal e emocional funcionando como uma descarga de sentimentos e emoções trazendo mais leveza para a mente.
Os benefícios do diário terapêutico são muitos entre eles proporcionar autoconhecimento e paz interior através da liberação de tensões mentais, organização de pensamentos e ideias, ressignificar experiências compreendendo os problemas de outra perspectiva dando-lhes um outro significado.
Além disso há inúmeros casos de tensões internas que se transformam em problemas físicos como: dores nas costas, dores de cabeça, enxaquecas, tonturas, palpitações, distorções na visão,  gastrites, problemas na pressão arterial etc. Sendo assim, é fundamental que cada pessoa expresse de alguma forma os desafios que tem em sua vida diária eliminando todo o peso que carrega dentro de si pois se guardamos as negatividades, em algum momento, elas acabarão saindo em forma de mal estar e dores físicas.
A escrita terapêutica pode ser o primeiro passo que você pode dar no cuidado da sua saúde emocional. Para fazer um diário terapêutico é muito simples: escolha um caderno para ser o seu diário. Nele você pode escrever o que quiser: atividades que gosta de fazer ou que tragam bem estar, suas conquistas, fazer uma lista de coisas pelas sente gratidão e também escrever sobre suas angústias, suas preocupações, pensamentos ou sentimentos mais perturbadores. É interessante no momento de colocar tudo no papel, descrever a emoção ou o sentimento que está sentindo uma vez que as emoções precisam ser identificadas e compreendidas pois é a partir do entendimento do que causou ou está causando o desconforto será possível começar a sair dele.
Então mãos à obra! Escreva! Apenas escreva! Deixe as palavras fluírem de forma livre e natural.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Inspiração



"Para todo o mal, existe a cura. Para a tristeza, uma dose de alegria. Para a dureza da realidade, um sonho realizado. Para a expectativa, uma verdade sem ilusão. Para a desilusão, a possibilidade de um amor novinho em folha... Porque embora a vida pese de vez em quando, há sempre um alívio que nos restitui a esperança." (Erica Gaião)

Ilustração: Glenda Sburelin

domingo, 13 de janeiro de 2019

Viver com equílibrio


Equilíbrio é a habilidade de olhar para a vida a partir de uma perspectiva clara - fazer a coisa certa no momento certo.
Uma pessoa equilibrada será capaz de apreciar a beleza e o significado de cada situação seja ela adversa ou favorável.
Equilíbrio é a habilidade de aprender com a situação e de prosseguir com sentimentos positivos. É estar sempre alerta, ser totalmente focado, e ter uma visão ampla.
O mais elevado estado de equilíbrio é voar livre de tudo e, ainda assim, manter-se firmemente enraizado na realidade do mundo.

Texto: Brahma Kumaris
Imagem: FB Hierophant


quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Uma reflexão sobre a felicidade


 
Aproveitei a tranquilidade das férias de final de ano para reler o livro A Arte da Felicidade: um manual para a vida do Dalai Lama e Howard C. Cutler.

Fiquei muito pensativa sobre este tema. Eu acredito que a felicidade existe e está ao alcance de todos. Mas como encontrá-la? Será que aquilo que te faz feliz é o mesmo que me faz feliz? A felicidade é relativa? Dinheiro traz felicidade? Sucesso e felicidade caminham juntas? Como definir a felicidade?

É importante também diferenciar a alegria e a felicidade. A alegria depende de acontecimentos externos tal como a tristeza. É possível sermos felizes mas estarmos tristes por algo que aconteceu. Já a felicidade vem de dentro, do nosso interior.

O autoconhecimento nesse caso é fundamental na medida que nós vamos identificando as nossas qualidades e defeitos acolhendo as nossas dificuldades e aprendendo a lidar com as possibilidades.

Ter auto estima também é fundamental. Para ser feliz é fundamental gostar de si mesmo. E ter muito cuidado com as frustrações vindas de objetivos não alcançados pois as frustrações drenam a nossa autoestima que é tão necessária para sermos felizes. Concretizar metas deve ser visto apenas como um “plus” na vida de uma pessoa, mas não deve ser o alicerce da nossa autoestima.

Com relação a questão dinheiro versus felicidade penso que o dinheiro recebido com honestidade e fruto do nosso trabalho que nos permite comprar as coisas necessárias à nossa sobrevivência pode ajudar pois ninguém consegue ser feliz passando frio, fome e sede. Já dinheiro recebido ilegalmente através de corrupção e exploração está muito longe de ser um caminho para a felicidade.

E acredito também que a nossa vida deve ser como um triângulo, onde os três principais ângulos – físico, mental e espiritual – devem estar equilibrados para que possamos ter uma vida saudável.

Dentro da Terapia Floral existem várias essências florais que podem auxiliar no processo do encontro à felicidade. A escolha de uma fórmula vai depender do lugar onde cada pessoa está neste caminho de busca pela felicidade. Além disso, a jornada percorrida pelo paciente durante o tratamento com a Terapia Floral é uma grande jornada de autoconhecimento que é imprescindível para sermos felizes.

Os florais não possuem contraindicação podendo ser utilizados por pessoas de qualquer idade inclusive bebês sendo possível usá-los conjuntamente com qualquer outro tratamento que seja necessário. São encontrados nas boas farmácias de homeopatia e manipulação de todo o país. Normalmente são utilizados tomando-se 4 gotas 4 vezes ao dia.
 
Imagem: Trabalho de  Kseny Kudryashova